segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Doce Setembro.


Setembro, Doce Setembro!

Aquele frio de inverno cinzento, com uma mistura do colorido de inicio de primavera. Aquele friozinho azul da manhã, seguido por um sol amarelo da tarde e com direito ainda a pôr do sol rosado.

Doce setembro. Chegou depressa, mas por favor, fique a vontade. Traga o colorido das flores e o balé das borboletas. Traga céu azul bebê com nuvens de algodão.

Agosto que costuma dar passos lentos, dessa vez saltou para que você chegasse logo. Agosto foi pesado, mas você, sempre tão leve veio como um suspiro de alívio como prova de que tudo está bem outra vez.

Que cada noite de luar possa servir de inspiração para os casais apaixonados. Que cada gota das chuvas de fim de tarde traga a mesma alegria de um riso de criança. Que cada dia seja tão lindo quanto o mês inteiro.

Que venha setembro, com cores, flores e amores. Que seja doce, sem enjoar. Que seja sereno. Que seja setembro.

Para alguns, um mês comum. Para outros, apenas mais um mês. Para mim, doce setembro.

Que seja doce!