quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Colorindo a vida.

De que cor é sua vida?

Reformulando minha pergunta. “De que cor você pinta sua vida?”

Vivemos em tempos em que reclamar da vida se tornou algo comum no dia a dia das pessoas, o problema é que na maioria das vezes quem reclama não move um dedo para fazer com que algo mude.

Não serei hipócrita ao dizer que eu nunca reclamo da minha vida. Qual é gente? Sempre tem uma hora ou outra que você fica descontente com sua situação e coloca a culpa na coitada da  vida.

É fácil não é? Colocar a culpa na vida. Assim, você tira um peso que deveria ser seu e coloca em algo que acaba sendo figurativo.

Você deve estar pensando. “Laís, você não é psicóloga. Não entende nada sobre meus problemas. E nem tem um livro de autoajuda pra ficar tagarelando sobre a vida.”

Claro que não sou psicóloga, não conheço seus problemas e também não tenho um livro de autoajuda. Mas esse post não é sobre autoajuda, até porque como ouvi essa semana na faculdade a vontade de mudar tem que partir de você.

Enfim, temos infinitas cores, diversas possibilidades pra pintar, bordar e decorar nossas vidas, então porque não experimentar fazer algo novo que possa realmente fazer algo valer a pena?

Se um arco íris pode ser colorido, porque nossa vida não pode também?

E se eu quiser que meu sol seja cor de rosa e o mar amarelo? Quem vai me dizer que não pode ser assim? Quem vai me dizer que eu não posso sonhar e tornar meu sonho real?

Fiquei pensando nisso e achei legal compartilhar com vocês.

beijinhos